sábado, 17 de dezembro de 2016

Precisamos Falar da Docência

Precisamos Falar da Docência

Imagem: Google.

Hoje eu venho aqui de uma forma um pouco diferente. Venho falar sobre ser professor atualmente. Precisamos falar da docência, o II Fórum de Produção Científico-Acadêmica do Curso de Especialização em Educação e Diversidade Cultural me fez lembrar e rever muita coisa. 

Me lembrou aquela menina de 14 anos que escolheu cursar o magistério, mas acabou indo para o ensino médio...Porque, ah, imagina se eu não sigo isso ? Depois não terei os outros conteúdos pra ingressar numa universidade. Fiz o ensino médio, enem...E voltei ao meu sonho, cursei o pós médio em magistério. Ali eu percebi, era isso que eu SEMPRE deveria ter feito. Hoje com 21 anos,me desculpem os realistas...Sou sonhadora MESMO. A educação salva sim! 
Foram momentos MUITO valiosos e emocionantes, um projeto mais lindo que o outro, mostrando que através da literatura, de Lispector, mesmo com todas nossas diferenças, é que o temos de mais lindo é essa diversidade... Através da educação, da arte, nós podemos mudar o mundo.


A literatura sensibiliza, abre horizontes, fóruns como este de hoje podem ser ''cansativos'' pelo tempo de duração... Mas são TÃO enriquecedores que ao terminar.. Quem mesmo falou em cansaço ? Olha tudo que vivi, que escutei, a diversidade de novas leituras, novos referenciais teóricos que se abriram pra mim. Quem enxerga cansaço numa hora dessas ? Eu vejo um crescimento de um nível elevadíssimo. 


Mas você é obrigada a fazer isso ? Por vezes me perguntam... Porque tantas horas na faculdade ? Sou ''obrigada'' sim, explico o motivo, isso me faz feliz. Escrever e ler são meus maiores prazeres, onde mais me realizo. 


No teu tempo livre faz o que ? Leio, se as pessoas soubessem o quanto ler liberta... O quanto escrever, mesmo sendo um exercício constante e diário, é prazeroso... A sensação de liberta que causa. Me compreenderiam o porque de ler no meu tempo livre, nas minhas férias.


Só agradeço cada minuto gasto com minha graduação, tem me feito um ser humano melhor a cada dia, com mais sensibilidade com o próximo, com as diferenças, desconstruído antigos conceitos e reconstruindo novos. Me despindo de preconceitos do desconhecido.


Eu poderia falar infinitas citações aqui de Paulo Freire, Mário Sérgio Cortella, Leandro Karnal, Emilia Ferreiro, Jean Piaget, Pablo Neruda, Willian Shakespeare, C
harles Baudelaire, Mário Quintana e outros milhares estudiosos ou poetas, mas nada disso pode representar a minha vontade de exercer a docência, de insistir incentivando a leitura, de voltar a dizer que a poesia salva a gente dessa loucura toda de violência, drogas, corrupção e tudo que sabemos bem que existe no nosso cotidiano.


Venham comigo, me permitam lhes apresentarem ao mágico e encantado mundo da leitura e da poesia, a mudança de estilo de vida é garantida, podem apostar.


Abraços.


Isadora Paiva Espinosa.

5 comentários:

  1. Que belo texto! Escrever, ler, reler, reescrever e tentar traduzir em palavras o que pensamos, sentimos, vivemos, compartilhamos é maravilhoso! Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza... Compartilhar experiências, vivências e conhecimentos ? Existe coisa melhor ? Só escrever sobre eles, não é verdade ?

      Muito obrigada pelo carinho comigo e meu trabalho.

      Abraços.

      Excluir
  2. Isadora, que depoimento mais lindo!! Para nós discentes do Curso de Especialização em Educação e Diversidade Cultural, que estávamos ansiosos e nervosos com a apresentação de nossos projetos, receber uma msg assim é a confirmação de que nossas pesquisas em Educação podem sim transformar e (re)conduzir sonhos!! Acredito na Educação!! Somente ela pode restabelecer valores e humanidades. Muito Obrigada! Teu olhar nos enche de energia!! E como diz Freire: "Não há saber mais, ou saber menos, há saberes diferentes."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra tudo que vocês me proporcionaram, me fizeram sentir, é o minímo que eu poderia retribuir. Vocês merecem muito mais, eu que agradeço o crescimento que tive com vocês nesses dias.

      Abraços!

      Excluir